Menu

Menina prendada

Antigamente, quando uma menina era jeitosa, ouvia-se das pessoas: “Essa menina está pronta pra casar”. Confesso que aquilo sempre me incomodava um pouco. Mas esses dias minha amiga Cris me mandou um tecido para cortina que comprou e alinhavou, só para eu passar na máquina. Quando estava costurando, vi que o alinhavo estava muito mal feito e não estava dando certa a costura. Liguei pra ela e perguntei se tinha medido a janela antes de fazer. Para minha surpresa ela me perguntou – Tem que medir?…não acreditei e disse – Como é que uma mãe deixa uma guria dessas casar? Ela soltou uma gargalhada.

Esta é a Cris, sem talento nenhum para as prendas domésticas, mas um enorme talento para designer gráfico, amiga e mãe. Bea e Heron são uns amores. Mas o que mais gosto na Cris é sua sensibilidade. Consegue ver a alma das pessoas e o valor das coisas mais simples.

Estes dias ela me trouxe de presente um pequeno ramalhete, onde tinham temperos e ervas, que ela mesma envolveu em um papel craft (papel embrulho), amarrado com uma fitinha dourada. Cris é assim surpreendente, um doce de pessoa.

Achei esta ideia genial para dar às amigas, em vez de presentes comprados em shopping ou o famoso vaso de violetas, levar um pequeno e simpático ramalhete de ervas, de preferência colhido no próprio jardim.

Estes são alguns dos trabalhos gráficos da Cris: Entrelinha

6 comentários
  1. bel

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *