Menina prendada

Antigamente, quando uma menina era jeitosa, ouvia-se das pessoas: “Essa menina está pronta pra casar”. Confesso que aquilo sempre me incomodava um pouco. Mas esses dias minha amiga Cris me mandou um tecido para cortina que comprou e alinhavou, só para eu passar na máquina. Quando estava costurando, vi que o alinhavo estava muito mal feito e não estava dando certa a costura. Liguei pra ela e perguntei se tinha medido a janela antes de fazer. Para minha surpresa ela me perguntou – Tem que medir?…não acreditei e disse – Como é que uma mãe deixa uma guria dessas casar? Ela soltou uma gargalhada.

Esta é a Cris, sem talento nenhum para as prendas domésticas, mas um enorme talento para designer gráfico, amiga e mãe. Bea e Heron são uns amores. Mas o que mais gosto na Cris é sua sensibilidade. Consegue ver a alma das pessoas e o valor das coisas mais simples.

Estes dias ela me trouxe de presente um pequeno ramalhete, onde tinham temperos e ervas, que ela mesma envolveu em um papel craft (papel embrulho), amarrado com uma fitinha dourada. Cris é assim surpreendente, um doce de pessoa.

Achei esta ideia genial para dar às amigas, em vez de presentes comprados em shopping ou o famoso vaso de violetas, levar um pequeno e simpático ramalhete de ervas, de preferência colhido no próprio jardim.

Estes são alguns dos trabalhos gráficos da Cris: Entrelinha

Este post tem 6 comentários

  1. Crônica deliciosa, Léia.
    Eu, como não sou prendada em coisas do lar, nem deveria ter me casado. Compro tudo pronto. Só faço o trivial. Massssss para não dizer que sou completamente um desastre, já tive meus tempos de bordados e costuras. Hoje, nem faço mais questão de fazer nada. Só quero escrever (e pintar algumas telas). Acho que está de bom tamanho.
    beijossssssssss

  2. Cris Cardoso

    Obrigada Léia! Que bom que te inspiro bons sentimentos. É o mesmo que sinto quando vou na tua casa e me vejo cercada das tuas "prendas domésticas" de bom gosto.
    Sou mesmo um zero à esquerda pra fazer. Ainda lembro que me perguntastes se eu tinha fita métrica e te respondi com outra pergunta desastrosa: uma trena serve? E já que a coisa é difícil assim, sigo trocando minha improvável possibilidade de casamento por umas taças de vinho entre amigos do coração.
    Grande abraço,
    Cris

  3. bel

    Ai, que linda! Amei, fiquei até com inveja "rsrsrs", poxa sou tão prendada, tb não casei, diz o Marcos que vai me pedir….não sei se devo aceitar, tá tão bão assim….bjs miga

  4. Gente, eu virei prendada muuuuuiiiitos anos depois de me casar e estou gostando desta nova identidade…

  5. Ops lembrei de algo que vais gostar: Lembra da minha prima Leila, de Caxias do Sul? Menina, ela tem um blog com mais de 1000 seguidores! Bem feminino, bem família, bem afetuoso, solar como minha prima é.
    Ela faz muita coisa em casa, virou menina prendada depois que começou a escrever o Blog.Ela ainda conta sua história de amor que é linda. Entra lá.
    Ela é "louca", posta quase todo o dia. beijos

Deixe um comentário