Urucubaca

Numa sexta-feira fria sai para comprar camisetas, meias, coisinhas básicas para usar em casa. Acabei achando tudo numa pequena loja no centro de Florianópolis, onde um senhor, de descendência libanesa, daqueles típicos comerciantes que sempre rotulamos de “turco”,  me perguntou se eu sabia que tecido era o da calça que eu estava usando e prontamente respondi: Tweed.

O Tweed surgiu como tecido no século XVII, mas ganhou esse nome em 1830, quando um comerciante de Londres, ao receber uma carta de uma empresa sobre alguns tweels, interpretou a mensagem de forma errada, acreditando se tratar dos tecidos produzidos na área têxtil de Scottisch Borders, que fica às margens do rio Tweed, daí o nome.

Para minha surpresa ele me disse que antigamente esse tecido se chamava Urucubaca. Eu que achava que estava vestindo um puro tecido de lã, que virou sinonimo de elegância no casaquinho de Coco Chanel, estava simplesmente usando uma Urucubaca!

Achei muito engraçado este senhor e puxei mais conversa com ele. Me contou que antigamente sua família possuia uma loja de armarinhos em Santo Amaro da Imperatriz/SC, onde vendiam de tudo. Chegavam a ficar uma semana em São Paulo só fazendo compras.

Também me contou que traziam calcinhas, mas que as senhoras da comunidade só compravam se fosse com uma mulher, por isso sua irmã não podia sair por muito tempo da loja.

É...as coisas mudaram, de nome, de conceitos e preconceitos.

Este post tem 5 comentários

  1. bel

    Só tu mesmo, sua doida, então estás com a URUCUBACA no coro? kkk rindo até agora. bjs

  2. Léia Cook

    Não Anísio, acho que ele não sabia…mas ainda vou pesquisar.Bjss

  3. Abelhuda

    Oie adorei a postagem, principalmente porque no friozinho todos ficamos meio melancolicos.
    Muita coisa mesmo mudou, e muitas mudanças são válidas, outras nem tanto.
    bjs
    8)

Deixe um comentário