Menu

Artesanato x Design

Li no site da Globo “Designers se apropriam de técnicas artesanais brasileiras para criar peças de alto padrão” e fiquei pensando nos nossos artesãos, nas nossas feirinhas de artesanato que sempre acontecem nas praças da região, onde vejo trabalhos muito bem feitos, com capricho, mas com pouca originalidade e, algumas vezes, até de gosto duvidoso. Salvo algumas exceções, são cópias de cópias, de cópias. Sei que muitos vão usar o velho ditado “… tudo se copia”. Vá lá, copie, mas invente em cima dele, crie em cima do que você copia.

Cansei de ver panos de pratos com as mesmas pinturas de galinha e puxa-sacos com o mesmo monograma em ponto-cruz. Nossos artesãos precisam se reciclar, a internet esta aí. Há sempre novas propostas para serem analisadas.

Esse incentivo aos artesãos poderia partir da boa vontade das prefeituras e das universidades em investir nos profissionais do design, para assessorar essas mãos habilidosas. Acredito que muitos jovens estudantes estariam dispostos a criar novas peças, que seriam confeccionadas por profissionais que possuem a técnica adquirida de gerações passadas. Juntar a técnica que passou de pai para filho e os conhecimentos acadêmicos dos novos designers teríamos uma boa parceria e traria um ar de novidade ao artesanato desenvolvido na nossa região.

Com certeza venderiam muito mais e por um preço bem melhor. Com isso todos iriam ganhar, designers que estão se formando e nossos artesãos habilidosos.

Uma vez um amigo me disse que precisava de umas ponteiras de barro para os quiosques que iria construir no pátio do seu bistrô. Procurou os oleiros daqui da grande Florianópolis e pediu que fizessem algumas para ele. Simplesmente se negaram, dizendo que só faziam vasos de barro. No final, ele teve de importar da Indonésia algo que poderia ser desenvolvido aqui, pois temos técnica suficiente para isso.

Foto: benoliveira
2 comentários

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *