Menu

Tá estressada? Vai Bordar

Para relaxar existem várias técnicas: meditação, mantras, etc. Ou simplesmente bordar. Soltando a imaginação e criando ou copiando, não importa, um simples paninho (feito de étamine, cânhamo ou linho tecidos ideais para bordar), linhas coloridas, uma agulha e um modelo fazem milagres e você vai se surpreender com o que é capaz de criar.

Esta forma ancestral de reunir as mulheres em volta de um chá, não tem uma origem exata. Acredita-se que surgiu na China e chegou à Europa pela rota da seda. Os primeiros trabalhos são datados de 1598, na Inglaterra. Eram bordados em forma de letras do alfabeto, pássaros, borboletas, flores, muitas vezes feitos em pequenas amostras de tecidos, sempre com a assinatura da bordadeira, a data e às vezes sua idade.

Estes modelos acima scaneei de revistas antigas que guardo de um tempo onde eu produzia peças lindas. O mais incrível é que os tecidos em que bordei ficaram desgastados com o tempo, mas os bordados continuam com a mesma qualidade.
Se você precisar de algum modelo específico me diga, quem sabe eu encontre nas minha revistas antigas.
Como diz o ditado popular: “bordar é uma cachaça”, a diferença e que faz bem à nossa saúde mental.

Para melhor visualizar os modelos acima clique sobre eles.

5 comentários
  1. Anônimo
  2. Anônimo

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *