Menu

Teresinha do “cumpadi” Antônio

Lembro que minha mãe sempre preparava a casa porque ia receber visitas, era a comadre Leonor do falecido Benoni, a comadre Otília e o compadre Gabino e por ai vai, cada uma com uma ligação afetiva e com seus nomes antigos, daqueles que não se batizam mais as crianças.Isso era muito comum naquela época, as pessoas irem visitar os parentes e ficarem um tempo na casa delas. Com o advento do telefone e agora do computador esse hábito está cada vez mais raro, muitos não se dispõe mais a receber parentes em suas casas, ou por falta de espaço, ou por falta de tempo. Mas isso não vem ao caso, cada um sabe de si.

Eu particulamente gosto muito e esses dias recebi em minha casa a Terezinha do “cumpadi” Antônio. Era assim que minha mãe se referia a minha prima Tereza, filha do meu tio Antônio.

Uma mulher simples, sábia, viúva, sem filhos que mora em Cocal do Sul e que por minha sorte sempre me liga, não deixando que nossos vínculos afetivos se percam. É uma mulher que por falta de oportunidade estudou muito pouco, mas tem uma sede muito grande de cultura. Essa mulher se tivesse crescido em outro ambiente com certeza já teria feito doutorado em alguma coisa, mas talvez não teria vindo me visitar, não teria feito um pão delicioso e não teria me ajudado com a síndrome de ninho vazio em que me encontro, porque minha filha foi morar com o namorado e meu filho foi estudar fora do país.

Terezinha me deixou saudades e esta receita de pão maravilhoso.

Volta sempre minha querida prima Terezinha, minha casa estará sempre aberta para você!

 

Pão da Teresinha

Ingredientes:

  • 1 kg de farinha de trigo
  • 3 ovos
  • 1 copo (americano) de leite morno
  • 3 colheres de manteiga, margarina ou óleo
  • 4 colheres de açúcar
  • 1 pitada de sal (ponta dos dedos)
  • 1 tablete de fermento biológico
  • 6 folhinhas de alecrim bem picadas

Modo de fazer:

Misturar todos os ingredientes e por último a farinha de trigo para dar o ponto. O mais importante é sovar (amassar) muito. Colocar em formas de pão, untada com óleo, para crescer. Quando estiver bem crescido colocar por cima, com um pincel, uma gema, misturada com uma colher de leite e botar para assar.
Este pão pode ser feito assim mesmo ou pode ser misturado com manjericão, azeitonas ou queijo com goiabada, todos picados. Invente seu recheio.
Dica: Recheado com pimenta biquinho bem picadinha,  fica maravilhoso.

8 comentários
  1. mazur

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *