Menu

Pão de Ló – História e Receita

<
O meu ficou fininho porque gosto de colocar em assadeira grande para ficar crocante.
Trazido por nossos colonizadores portugueses o pão de ló logo caiu nas graças do paladar dos brasileiros. Feito com uma massa a base de ovos, açúcar e farinha de trigo, esse bolo caseiro teve sua origem no Japão.

Quando os portugueses desembarcaram por lá, no século XVI, perceberam que os japoneses faziam um doce de claras batidas em neve e mel, que chamavam de “casterá“, uma variação da palavra castelo, por causa da forma de pico firme que a clara em neve faz, bem diferente das que os portugueses estavam acostumados a fazer.

No Japão tornou-se um bolo popular chamado “kasutera“, feito à base de açúcar, farinha, ovos e xarope de milho. Muito apreciado em festividades e como comida de rua.

Trazido para Portugal foi amplamente utilizado, principalmente pelas freiras dos mosteiros. Atualmente, em algumas regiões de Portugal esse bolo fofinho virou símbolo regional como nas regiões de Alfeizerão, Ovar, Margaride e o de Arouca. Cada uma com suas variações do delicioso pão de ló.
Por ser uma massa muito leve, levou o nome de “ló”, um tecido fino e leve, muito usado naquela época pelos damas portuguesas.
Esse bolo de textura leve é conhecido no mundo todo. Na Itália como Pão de Ló Genovês ou Pan di Spagna e na Inglaterra e Estados Unidos de Sponge Cake.

Abaixo a receita do pão de ló que minha mãe fazia com maestria e que era o bolo favorito do meu pai. Ele adora comer o pão de ló de forma bem simples, sem coberturas ou recheios, apenas se deliciando com a leveza da textura macia e seu sabor marcante de ovos.

Ingredientes

  • 6 claras
  • 6 gemas
  • 6 colheres de sopa de açúcar
  • 5 colheres de sopa de farinha de trigo

Modo de fazer:

Bater as claras em neve, bem firmes e colocar, aos poucos, as gemas e o açúcar. Desligar a batedeira e acrescentar suavemente a farinha de trigo (veja o vídeo abaixo). Untar uma forma retangular com margarina e farinha de trigo.
Se desejar fazer um rocambole, vire a massa cozida sobre uma pano de prato limpo, salpicado de açúcar refinado. Despeje sobre o pão de ló o recheio de sua preferência. Com geleia de goiaba fica perfeito. Levante um lado da toalha e vá enrolando devagar. No final aperte a toalha sobre ele e está pronto uma delicioso rocambole para o café da tarde.

Fontes: Receita da Léia – MIL FOLHAS, história Ilustrada do Doce, Lucrecia Zappi – DaguiaMenuaquarelaWikipedia

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *