Menu

Compota de carambola

compota de carambola

Quando eu era criança, lá em Barbacena Urussanga, era costume as donas de casa fazerem compotas com as frutas da estação; afinal, naquela época, a fruta só dava em determinada época do ano, o que não acontece hoje em dia. Uma das coisas que me marcou muito foi uma tia minha, tia Leonor, que possuía uma estante dividindo a sala da cozinha, onde ela colocava todas as compotas que fazia. Para uma menina curiosa como eu, aquilo era incrível, adorava ficar olhando aquelas delícias. Mas nunca a vi abrir uma compota daquelas, acho que ela fazia apenas para enfeitar a casa.

Como agora é época de carambola e encontrei umas bem lindas na feira, resolvi fazer compota de carambola para saber o gosto que ela tem, pois minha tia nunca me deu para experimentar ?.

Ingredientes para a compota de carambola:

  • 3 vidros de conserva esterilizados
  • 2 kg de carambolas um pouco verdes
  • 800 g de açúcar cristal
  • 2 canelas em pau
  • 6 cravos da índia
  • 1 ½ xícara de água

 

carambola-esterelizarModo de fazer:

A esterilização dos vidros:

Coloque os vidros deitados em uma panela grande e cubra-os com água. Quando a água começar a ferver, conte 10 minutos e desligue o fogo. Três minutos antes de desligar, coloque as tampas. Retire os vidros e as tampas com uma pinça (já esterilizada) e coloque-os sobre um pano limpo para esfriar.

As frutas:

Pique as frutas em rodelas (estrelas) e, com uma pinça, acondicione-as no vidro até 2 cm da borda, faça pressão para colocar bastantes frutas. Só use frutas bem saudáveis.

A calda:

Coloque em uma panela a água, o açúcar e as especiarias. Deixe ferver até perceber que o açúcar se dissolveu totalmente. Ainda bem quente, coloque essa calda sobre as frutas, até a borda do vidro. De uma assentada na mistura para que todas as bolhas de ar saiam. Para isso, bata levemente o vidro. Feche bem.

carambola-pressaoA pressão:

Coloque as compotas em pé, na mesma água que você esterilizou os vidros e acrescente mais água, até cobrir totalmente os vidros. Deixe ferver por 30 minutos e desligue o fogo. Deixe esfriar e aguarde 24 horas para começar a consumir. Se for bem feito e respeitado todos os passos da esterilização, essa compota de carambola dura meses fora da geladeira.

Sirva gelado.

 

Atenção

Os pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) e de Ribeirão Preto conseguiram isolar e identificar a molécula da carambola que causa a intoxicação. Nomeada de caramboxina, a substância existe em baixa concentração na fruta, mas é tóxica. Em pessoas saudáveis, ela é facilmente eliminada pelo organismo, porém não deve ser consumida por pessoas que possuem insuficiência renal. (fonte: G1).

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *