Menu

Canjiquinha com costela de porco

canjiquinha com costela de porco

Canjiquinha com costela de porco, ou quirera, quirela, não importa, é tudo a mesma coisa, só depende do lugar do Brasil em que você mora. 

Esta receita de canjiquinha com costela de porco quem me deu foi a Edna Bilk, filha de um dos produtores rurais que participam do projeto Célula do Consumo Responsável, um projeto da UFSC. Eles nos enviam, toda semana, produtos orgânicos para nosso consumo. Esta costela de porco com quirela (é assim que se fala aqui), eu comi na casa dos pais dela, em nossa visita aos produtores rurais orgânicos de Chapadão do Lageado, uma pequena cidade agrícola da região serrana de Santa Catarina.

Foi um almoço delicioso, preparado com todo carinho pela Dona Glória Grah Bilk para nos receber e servido diretamente do fogão. 

Se você não consegue visualizar, clique aqui

Antes de tudo, o S. Guilhermino Bilk foi nos mostrar como é moído o milho que recebemos.

Se você não consegue visualizar, clique aqui

Depois do almoço, fomos visitar outros produtores rurais, que nos fornecem produtos orgânicos, e, claro, eu sempre tenho de dar meu showzinho, aqui como a Rainha Escandalosa das Hortaliças.

Se você não consegue visualizar, clique aqui

Veja como fazer a canjiquinha com costela de porco

Ingredientes

  • 2 xícaras de canjiquinha
  • 800 gramas de costelinha de porco picadas
  • Suco de 1/2 limão
  • 2 cebolas picadas
  • 3 dentes de alho amassados
  • 70 g de bacon picado
  • 2 colheres de chá de páprica defumada
  • 1/2 colher de chá de cominho (opcional)
  • 1 xícara de cebolinha picada
  • 2 folhas de louro
  • 1 colher de chá de alecrim picado
  • 1 colher de sopa de tomilho
  • 2 colheres de chá de colorau
  • Sal e pimenta preta moída à gosto
  • 1 litro de água fervente

Modo de fazer

  1. Coloque de molho a canjiquinha, de preferência um dia antes, mas pode ser até uma hora antes.
  2. Retire as costelinhas da geladeira uma hora antes de começar o preparo. Pique-as em pedaços e tempere-as com um pouco de sal e limão.
  3. Coloque o azeite em uma panela de alumínio ou de ferro e deixe-o esquentar bem. Frite bem as costelinhas, um pouco de cada vez, e vá reservando em um prato.
  4. Na última fritura, coloque o bacon por cima, deixe fritar um pouco e retire tudo, mas deixe o óleo.
  5. No mesmo óleo, frite bem as cebolas e, por último, o alho, somente até perfumar.
  6. Coloque as costelinhas de volta nessa mistura, junte o colorau, a páprica defumada, o cominho, o louro, o alecrim, o tomilho e 2 colheres de sopa da salsinha picada (o restante vai no final).
  7. Dê uma leve refogada em tudo e acrescente a água fervente.
  8. Verifique o sal e acrescente a pimenta.
  9. Assim que a água ferver novamente, coloque toda a canjiquinha de uma só vez, já escorrida, e mexa bem.
  10. Deixe cozinhar de 45 minutos a uma hora, mexendo sempre. Vá acrescentando água conforme a necessidade. Tem de ficar em ponto de pirão mole. Veja se os grãos estão macios, levemente ao dente. Veja no vídeo.
  11. Desligue, coloque o restante da salsinha e tampe.
  12. Sirva apenas com uma salada.
  13. Serve 5 pessoas.
Dicas:
  1. Pode fazer de frango ou de costelinha de gado. 
  2. Você também pode acrescentar açafrão, salsinha, pimentão, alho-poró, tomate, orégano e outros. O tomate eu, particularmente, não gosto de acrescentar a esse preparo, porque acho que fica um pouco adocicado, mas vai do seu gosto.
  3. Na primeira vez que fiz esse prato, eu deixei a canjiquinha de molho só uma hora, acho que foi pouco. Na segunda vez, eu deixei da noite para o dia e ficou bem melhor.
3 comentários
  1. Isilda
  2. Janete Bridon

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *