Menu

Mulheres que inspiram

Semana passada, fui convidada pelo SBT Santa Catarina (SCC SBT), em comemoração ao Dia da Mulher, para falar, junto a outras, sobre mulheres que inspiram na internet. Então, resolvi falar um pouco sobre a minha trajetória digital, para vocês conhecerem um pouco mais sobre o meu projeto de aposentadoria.

O blog

Comecei com o meu blog há 10 anos. Minha intenção era para me ocupar quando me aposentasse, sem expectativa nenhuma. Era na plataforma Blogeer, bem simples. Depois comprei o domínio www.coisasdaleia.com.br e resolvi estudar sobre outra plataforma de sites, o WordPress

Eu mesma fiz meu novo blog, importei todos os dados. Muitos vieram com muitos erros, foi um bom trabalho de formiguinha. Acho que levei uns 3 meses para deixá-lo pronto. Na época, eu já tinha uns 300 posts. Meu marido, que é programador, me ajudou bastante.

Nessa época, eu já tinha feito especialização em Design Gráfico, então meu novo blog ficou bem bonitinho, com carinha de dona de casa.

Voltando a estudar

Novo blog pronto, lá fui eu, toda exibida, divulgar nas redes sociais. No entanto, percebi que eu não sabia nada de marketing digital, tudo o que eu fazia era muito intuitivo. Lá fui eu voltar para as salas de aula.

Carreguei meu marido e inscrevi nós dois em outra especialização, agora em Mídias Digitais, no Senac. Ele foi carregado mesmo, mas ele é um “parceraço”, está sempre me acompanhando nas minhas loucuras.

Rejuvenecimento

Na aula de apresentação da pós, eu percebi que nós éramos mais velhos que os professores. Contudo, só me dei conta da diferença de idade quando um dos alunos, um menino de uns 25 anos, me disse:

Eu nunca pensei que iria encontrar uma senhora da sua idade aqui”. Me achei o máximo, estavam sorvendo do elixir da juventude. Nada é melhor para rejuvenescer do que estudar.

Foram uns 2 anos de muito aprendizado e divertimento. Criei amigos que carrego até hoje, que frequentam minha casa, e que me ajudam muito no meu empreendimento digital.

O valor

Empreendimento não é bem o caso, não ganho muito dinheiro com ele, só uns trocados, mas ele se paga. O que eu mais ganho é algo que não se compra, como amizades, carinho, admiração e muitos, mas muitos desafios, isso é o que me torna cada vez mais jovem e motivada.

Superando os medos

Lembro a primeira vez que me convidaram para participar em um programa de TV, acho que era Casa & Cia, não lembro bem. Fiquei nervosa só de ler o e-mail, era medo de aparecer em público. Entretanto, como eu estava indo viajar, deixei para responder depois. Nunca respondi.

Até que um dia eu vi uma mulher dizendo:

Quem tem vergonha de falar em público é porque quer ser mais inteligente do que realmente é e que ninguém dá tanta importância para você, como você acha que tem”. Ufa, isso foi libertador!

Hoje tiro de letra, digo sim a todos que me ligam para fazer alguma matéria. Não fico nada nervosa, porque sei que é só eu ser eu mesma, essa mulher de riso escandaloso, que funga o tempo todo e cheia de trejeitos.

influenciadora digital

Projeto de aposentadoria

Todos os dias tenho um objetivo ao acordar, sem pressa, tomo meu café, ajeito minha casa, vou responder aos e-mails, mensagens e directs e depois vou trabalhar no novo post. Criar conteúdos, fazer novas fotos, vídeos e editar. Aqui tudo é caseiro, mas feito com amor.

Hoje, com 61 anos, acredito que acertei no meu projeto de aposentadoria. Me sinto motivada todos os dias ao acordar.

Cursos que fiz

Se você também quer ser uma velhinha digital, tem de estudar. Estes são os cursos que fiz específicos para o blog:

  • Pós em Design Gráfico e Estratégia Corporativa – Univalli
  • Pós-Graduação Lato Sensu em Marketing Digital – Senac
  • Os da Adobe para edição de imagem, vídeos e textos (Photoshop, Premiere, After Effects e Illustrator)
  • Curso de Fotografia no Senac
  • Curso de Oratória no Senac (este foi muito bom – professor Silvio Luzardo)
  • Vários cursos pela internet de criação de conteúdo, SEO, fotografia de comidas, métricas, etc.
  • Sempre fico antenada em encontros e palestras que acontecem na minha cidade.

E você, já tem um projeto para sua aposentadoria? Conte-me nos comentários abaixo.

4 comentários
  1. Mari

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *