Picadinho de carne simples com batata e cenoura

O picadinho de carne simples com batata e cenoura é um prato clássico da culinária brasileira e uma comida com memória afetiva – perfeita para quem busca uma refeição saborosa, nutritiva e fácil de preparar. A carne picada é refogada com temperos e cozida com legumes, resultando em um prato suculento e reconfortante. As batatas e as cenouras adicionam textura e sabor ao picadinho, tornando-o ainda mais irresistível. Esse prato é ideal para ser servido com arroz branco e uma saladinha de verdes. Você também pode adicionar outros legumes à receita, como abobrinha, aipim (mandioca) ou ervilha.

Picadinho de carne simples com batata e cenoura

 

 

Ingredientes

  • Serve: 6 Pessoas
  • Preparação: 20 min
  • Cozimento: 50 min
  • Total: 1 h 10 min

Modo de fazer

  1. Corte cubinhos de 3 cm da carne. Tempere a carne com sal e pimenta.
  2. Reserve fora da geladeira enquanto prepara os outros ingredientes.
  3. Coloque para ferver 1 litro de água.
  4. Descasque as batatas e corte em cubos de 3 a 4 cm. Corte as cenouras em rodelas de 2 a 3 cm. Reserve os legumes dentro de uma tigela com água fria.
  5. Coloque a farinha de trigo sobre os pedacinhos de carne e misture com a mão para que envolva todos os pedaços.
  6. Coloque 1 colher de azeite para esquentar em uma panela com fundo alto. Não pode ser panela antiaderente, pois não criará crosta, que é uma etapa muito importante para este prato.
  7. Quando o azeite estiver bem quente, coloque um terço da carne para refogar. Aqui é somente para dourar de todos os lados, não precisa cozinhar a carne. Retire a carne da panela, coloque mais uma colher do azeite e mais 1/3 da carne. Doure e retire.
  8. Faça o mesmo com o restante da carne. Reserve a tigela com as carnes douradas.
  9. Na mesma panela que a carne foi dourada, coloque o restante do azeite e em seguida as cebolas. Refogue até ficarem murchas, só então coloque o alho.
  10. Assim que o alho perfumar, volte todos os pedaços de carne para a panela e acrescente o vinho. Aproveite para ir raspando o fundo da panela e dissolver todo aqueles queimadinhos que ficaram no fundo da panela. Deixe evaporar totalmente o vinho.
  11. Acrescente as folhas do louro, as folhinhas do tomilho e o cominho.
  12. Junte 1/2 litro de água, abaixe o fogo e deixe cozinhando com a panela meio tampada.
  13. Cozinhe até sentir que a carne está bem macia. Se necessário coloque mais água e vá raspando o fundo de vez em quando, para que não grude.
  14. Quando a carne estiver cozida, escorra a água da batata e da cenoura, que estão na tigela e adicione a carne. Cozinhe até ficarem macias.
  15. Desligue o fogo, junte a cebolinha verde e deixe a panela tampada enquanto arruma a mesa.

A origem do picadinho de carne

O picadinho representa a miscigenação cultural brasileira e a criatividade do nosso povo na utilização de ingredientes simples. Esse é um tema com diversas histórias e interpretações, mas podemos afirmar que é um prato tipicamente brasileiro, presente em todas as regiões do país, com características e acompanhamentos que variam de acordo com a cultura local.

Influências indígenas e portuguesas

  • Indígenas: O consumo de feijão com farinha era comum entre os povos indígenas, base da qual o picadinho de carne pode ter se originado.
  • Portugueses: Trouxeram a tradição de consumir carne de porco, abundante nas matas brasileiras, e o hábito de refogar alimentos com alho e azeite, temperos típicos do picadinho.

Evolução do prato

  • Séculos XVIII e XIX: O picadinho era preparado com carne de sol moída e cozida com legumes, especiarias e ervas, geralmente servido com arroz.
  • Início do século XX: A carne fresca picada passou a ser utilizada, e o prato ganhou popularidade, principalmente nas áreas urbanas.
  • Anos 1950: Em São Paulo, o picadinho se tornou um prato popular nos bares e restaurantes noturnos, servido com arroz branco, batata frita, ovo frito e pão francês.

Variedades regionais

  • Nordeste: Carne de sol, queijo coalho, banana da terra e farofa são ingredientes comuns.
  • Minas Gerais: Linguiça, couve refogada e mandioca cozida acompanham o picadinho.
  • Sul: Picadinho com polenta são típicos da região.

Picadinho de carne simples com batata e cenoura

Você pode separar um pouco da carne depois de cozida, mas antes de colocar as batatas e as cenouras e congelar para fazer estrogonofe de carne, outro dia.

Este post tem 4 comentários

  1. Gorete Rosso

    Oww Glória.. Além de passar a receita ainda trás a história sobre…Amei Léia..já deixou até com água na boca 🙌

    1. Léia

      Obrigada querida, quem não gosta de picadinho. né? bjsss e bom findi.

  2. priscilla

    Que delícia, vou fazer hoje!

Deixe um comentário

Avalie essa receita