Sua casa com personalidade

Já perceberam que a  maioria dos gênios, principalmente na música e nas artes são pessoas que surgiram de famílias pobres e muitas vezes problemáticas? Dá pra acreditar que de numa família sem nenhuma estrutura psicológica e financeira, poderiam surgir pessoas geniais como  Edith Piaf, John Lennon ou Coco Chanel?

Talvez por não terem nada a perder,  se lançaram de qualquer jeito, foram a luta, sem eira nem beira. E por não terem  a necessidade de dar aquilo que a sociedade espera de pessoas de “boa família”, puderam criar sua própria identidade e não precederem a arte que os tornariam famosos.

Essa necessidade de mostrar aos outros aquilo que esperam de nós, atrapalha o que realmente queremos fazer ou ser. Isso acontece até quando vamos decorar nossa casa.

Já perceberam que casas onde moram pessoas, que por não terem grande poder aquisitivo, criam sua própria decoração com aquilo que possuem e imprimem nela a identidade que faz com que sejam casas de personalidade e com alma?

Agora, saber misturar peças de design com objetos de 1,99 é uma arte. O importante é dar o valor exato a cada objeto, ou seja, 1,99 é ordinário sim, mas me diverte, alegra e ilumina minha casa. O tapete esta gasto sim, mas foi minha avó que fez. As flores de plástico são baratas, mas não posso comprar flores frescas todos os dias e essas me bastam, pois são coloridas e me fazem feliz.

Esses dias li uma frase que dizia “nada é mais pobre do que querer parecer rico”. Querer “parecer” é muito pobre. Por isso quando você estiver em dúvida quanto ao que colocar em sua casa, pense: a quem quero agradar?  É importante a opinião dessa pessoa na minha casa?

Tente se arriscar, faça a decoração que você realmente gosta e depois me diga como ficou, tenho certeza que até você vai se surpreender com o que é capaz de fazer.

Este post tem 7 comentários

  1. Muito interessante a matéria ,e é claro que me vi nela pois, essa mistura se vê em vários ambientes de minha casa ,o que me deixa muito feliz pois independente do valor só uso o que torna meu cantinho mais alegre aconchegante e agradável
    bjus parabéns pelo espaço e tenha uma linda semana!

    1. Léia Cook

      Mirian, acho que já me vi nos dois lado. Um querendo agradar a quem não tem importância para mim e outra fazendo exatamente como gosto. A segunda opção aprendi com o tempo.

      bjss e boa semana pra vc tb

  2. Leia
    No meu trabalho vistorio a entrega de casas populares à população carente. Encontro surpresas maravilhosas, de gente que mesmo tendo quase nada fazem da sua casa um lar aconchegante.
    E sabes que uma das minhas inspirações para fazer o blog é por conta de clientes(do passado, pois agora não faço mais projeto por conta da CAIXA) sempre perguntarem "o que é que tu achas?" quando a escolha era pessoal. Eu respondia que eles é que iam conviver com o objeto, ou a cor. ou o tecido, e eles deveriam escolher. Dizia que arquiteto tem gosto esquisito, e que não dá para confiar em nós! Já viu que eu não tenho muito tato…
    Me dá uma dó ver as pessoas vivendo em casas com o gosto do arquiteto deles. Autoconhecimento é fundamental, mas isso exige estudo, pesquisa, e pensar muito! Daí o blog, uma coletânea sem preconceitos de tudo que anda por aí. Minha esperança é que ao ler o blog as pessoas se toquem que tudo é bonito, se é bonito para o dono da casa!
    Bjs
    Usha

    1. Léia Cook

      Nossa isso que é arquiteta com alma!!!…falta muitos profissionais assim como vc…parabéns!!!

Deixe um comentário