Horta caseira e inteligente

  • Categoria do post:Jardinagem / Organização
  • Última modificação do post:02/07/2024
  • Tempo de leitura:62 minutos de leitura

Morando há mais de 20 anos em um apartamento de frente a uma avenida barulhenta, fui aos poucos criando um oásis na sacada. Plantei diversos tipos de temperos e de plantas ornamentais, até uma jabuticabeira que está produtiva há 20 anos e foi notícia na TV local. Hoje, ela ainda produz os pequenos frutos doces, mas a preferência da colheita é dos pássaros, que se empoleiram para aproveitarem do néctar que colocamos todos os dias em um recipiente. As jabuticabas ficam de sobremesa.

Neste ano, minha filha veio morar aqui perto do meu apartamento, mas, com seus gatos e cachorros, teve de ser numa casa. A casa foi decorada e arrumada com o gosto dela, apenas ajudei. A única coisa que eu pedi foi um cantinho do jardim, onde eu poderia fazer minha horta de temperinhos. Ali eu reino soberana. A horta da Dona Léia, como foi batizado. Um cantinho de 2 metros quadrados onde plantei somente o que eu e ela usamos na cozinha. Meu pequeno refúgio particular. Essa é daquelas hortas de vó, onde tudo é misturado, temperos dividem espaço com ervas medicinais. Uma horta mágica onde você tem que abrir os galhos pra achar as que estão escondidas.

Sempre fui muito jeitosa para a cozinha, mas apenas meu filho herdou isso, que mora do outro lado do mundo, mais precisamente na Austrália. Minha filha cozinha por obrigação, afinal ninguém consegue viver de Ifood e fast food, mas, ultimamente ela está tomando gosto pela culinária e fazendo umas comidinhas bem gostosinhas.

Voltando ao assunto da hortinha da Dona Léia, para que minha filha não esquecesse o uso de cada planta, tecnológica que sou, resolvi criar uma horta caseira e inteligente e coloquei plaquinhas com QR Codes em cada planta, com links para este post, mais precisamente para a planta escaneada, onde conto um pouco sobre a planta, suas propriedades medicinais, uso na culinária, receitas e como plantar e cuidar.

Imprimir o QR Code na impressora caseira

  1. Faça o download dos QR Codes e salve no seu computador.
  2. Abra o arquivo e imprima.
  3. Recorte cada um e cole em uma plaquinha que você compra em floriculturas.
  4. Cole uma fita adesiva plástica por cima, aquelas de empacotamento. Ou, então, papel adesivo transparente (Contact). Isso é para que elas fiquem resistentes à chuva.
  5. As minhas eu enviei para uma gráfica para imprimir adesivos vinílicos.

Imprimir o QR Code na gráfica

  • Faça o download dos QR Codes e salve no seu computador.
  • Envie esse arquivo para a gráfica por e-mail ou em pen-drive.
  • Peça que sejam impressos adesivos vinílicos.

ÍNDICE DA HORTA CASEIRA E INTELIGENTE

AgriãoAlecrimAlface
AlfavacaCapim-limãoCebolinha
Couve-florCouveFuncho
HortelãLavandaMalva Cheirosa
ManjericãoMorangoOrégano
PimentãoRúculaSalsinha
SálviaTomilho

AGRIÃO

O agrião é uma planta de sabor levemente picante usualmente usada em saladas, que pode ser encontrada no meio natural em zonas úmidas como rios e riachos. É nativa da Europa e Ásia Central, onde cresce abundantemente nas margens dos rios e córregos.

Horta caseira e inteligente - agrião
Propriedades medicinais do agrião

Rico em vitaminas A e C e nos minerais: ferro, enxofre e potássio. A associação de algumas substâncias confere ao agrião a propriedade de expectorante.

O agrião na culinária

O agrião deve ser consumido preferencialmente cru, puro ou com outros alimentos em saladas ou sanduíches. A folha crua também pode ser acrescentada a sopas. Pode fazer parte de uma omelete ou de um risoto e ser base para cremes e purês. Para preparar sucos, mistura-se o agrião ao suco de laranja ou de limão, mel, própolis, entre outros.

Como plantar e cuidar do agrião

O cultivo do agrião deve ser feito preferencialmente em solo fértil, rico em matéria orgânica, com irrigação regular e sempre sob o sol pleno. É muito importante, na hora do plantio, aumentar bem a quantidade de substrato que vai na terra para facilitar bem a germinação e o crescimento da planta
Por ser uma planta que gosta muito de água, plante-o sem medo de encharcá-los.
A colheita das folhas do agrião pode ser feita a qualquer momento, mas geralmente é melhor iniciar a partir de 60 a 80 dias após o plantio, quando as plantas se encontram bem desenvolvidas.

Voltar…


ALECRIM

O Alecrim é um arbusto encontrado no Mediterrâneo que prolifera em terrenos de origem calcária. As suas flores são azuis e exalam um aroma muito agradável. Os romanos chamavam essa planta de rosmarinus, cuja tradução para português é “orvalho do mar”. 

Horta caseira e inteligente - alecrim
Propriedades medicinais do Alecrim

O óleo de alecrim tem o poder de diminuir a liberação do hormônio cortisol, causado pelo estresse, aliviando assim as dores de cabeça e promovendo o bem-estar. O chá do alecrim pode ser usado para lavar o cabelo, fortalece os fios e melhora a circulação do couro cabeludo.
Por ser eficiente para problemas do fígado, pode ser usado em forma de chá, para ajudar a diminuir a ressaca e a digestão no caso de excesso de comidas gordurosas. O alecrim também é um antibiótico natural, diurético, combate a inflamação e melhora e circulação do corpo.

Uso do alecrim
O alecrim na culinária

O alecrim, por ser uma erva muito aromática e marcante, deve ser usado com cautela. Seu sabor pode predominar aos dos outros ingredientes do preparo, principalmente o alecrim in natura. Serve para ser usado em assados de carnes de sabor forte, como a suína, o cordeiro, a ovelha e em alguns cortes da carne de vaca. Dá um sabor especial às batatas e aos legumes assados.
Utilize o alecrim junto ao sal grosso para dar uma turbinada na sua batata frita. Por ser uma erva com boa estrutura de folhas e caule, serve para saborizar azeites.

Receitas com alecrim
Como plantar e cuidar do alecrim

Essa planta costuma crescer bastante, entre um e dois metros de altura. A terra de plantio deve estar misturada à areia, lembrando sempre que a planta gosta de solos mais secos. O alecrim gosta de luminosidade, por isso é importante que ele receba diariamente pelo menos 5 horas de luz solar direta.  Não exagere na água. O alecrim não gosta de excesso de umidade, regue somente quando a terra estiver seca. O alecrim não necessita de poda, mas como ele cresce muito, corte os galhos alguns centímetros a cada primavera para ajudar a manter seu formato.

Voltar…


ALFACE

A Alface é uma planta utilizada na alimentação humana a cerca de 500 a.C. Originária do Leste do Mediterrâneo, é mundialmente cultivada para o consumo em saladas, com inúmeras variedades de folhas, cores, formas, tamanhos e texturas.

Horta caseira e inteligente
Principais tipos de alface consumidos no Brasil
  • Alface-americana: é a mais comum dos tipos de alface, encontrada com facilidade em supermercados e feiras livres. Possui cor verde-clara, sabor leve e textura firme. Dos tipos da hortaliça, é a que tem menor índice de vitaminas.
  • Alface-crespa: o próprio nome já diz sobre a sua textura, destaca-se por ter fósforo e cálcio em sua composição.
  • Alface-romana: com folhas levemente crocantes, ela nos faz lembrar de outra verdura, a acelga, com a diferença de não ter as folhas tão rígidas. É fonte de vitamina K e magnésio.
  • Alface-roxa: recebe esse nome por ter a ponta de suas folhas na cor roxa. Ela também possui alto poder antioxidante.
  • Alface-lisa: chamada popularmente de alface-manteiga, tem um amargor levemente acentuado. Não possui o aspecto crocante que outros tipos de alface possuem. Contém bastante cálcio e potássio, e é bastante utilizada em lanches e hambúrgueres.
Propriedades medicinais da alface

A alface possui baixo teor calórico, cada 100 g dela possui apenas 15 calorias.
Auxilia no funcionamento da visão, no processo de cicatrização, no combate de infecções, além de fortalecer ossos e dentes. Também funciona como calmante, combate a insônia e tem efeito diurético e laxante.

A alface na culinária

No Brasil, a alface é preferencialmente consumida crua e em forma de salada. Serve para guarnecer pratos de carnes, peixes e outra saladas e, também, pode ser refogada e fazer parte de algumas receitas. A hortaliça pode ser ingrediente de sopas, sucos, tortas e patês.

Receitas com Alface
Como plantar e cuidar da alface

A alface pode ser cultivada em vasos e jardineiras. Como precisa de um local de boa luminosidade, escolha plantá-la em um local onde possa receber luz solar direta e sombra durantes as horas mais quentes do dia.
A alface deve ser irrigada com frequência para manter o solo úmido, mas sem que o solo permaneça encharcado.
Altas temperaturas e muita luminosidade provocam o florescimento precoce. No verão, a colheita ocorre em períodos de 60 a 70 dias depois do início do cultivo e, no inverno, se estende em torno de 80 a 90 dias.

Voltar…


ALFAVACA

A Alfavaca ou manjericão-de-folha-larga, ou, ainda, manjericão-doce, é uma planta perene, que mede aproximadamente 60 cm de altura, sendo originária da Ásia e da África. Possui folhas macias, foscas, largas e serrilhadas, com flores brancas muito miúdas. A alfavaca e o manjericão possuem praticamente o mesmo aroma e aspectos semelhantes, porém a alfavaca apresenta aroma e sabor suave, com toque mais cítrico.

Horta caseira e inteligente - alfavaca
Propriedades medicinais da alfavaca

A alfavaca tem aroma relaxante, ajudando a combater estresse e insônia. O seu chá tem propriedades depurativas e anti-inflamatórias, por isso muito usada em sucos detox. Ela é usada para tratar a tosse, a dor de garganta e outros problemas respiratórios. Isso acontece porque suas folhas possuem compostos com propriedades expectorantes, que ajudam a aliviar o congestionamento e outros sintomas respiratórios.

Uso da alfavaca na culinária

Ela é o tempero especial no preparo de pratos com frutos do mar, principalmente os ensopados e os assados. O seu sabor faz toda a diferença no pirão feito com as sobras do molho da caldeirada. É perfeita para carnes assadas e para substituir os tabletes de carne industrializados nas receitas. Use duas folhas para cada tablete.

Receitas com alfavaca
Como plantar e cuidar da alfavaca

Escolha um solo rico em húmus. Se a plantação for efetuada em vasos, pode colocar um pouco de areia, de forma a facilitar a drenagem. Não gosta de solos encharcados. Prefere os férteis e soltos É uma planta de clima quente ou ameno, que não suporta o frio. Em locais de inverno mais rigoroso, plante a partir da primavera. A alfavaca precisa de sol, mas sem exagero para não enfraquecer seu aroma. Três horas diárias já são o suficiente. Assim, o ideal seria uma área ligeiramente sombreada e protegida da vento.

Voltar…


CAPIM-LIMÃO

O capim-limão, capim-cidreira, ou, ainda, capim-santo, possui aroma agradável que remete ao perfume do limão. Tem origem asiática, mas se adaptou bem ao clima do Brasil. É muito utilizado para fins terapêuticos. E uma planta perfeita para jardins de baixa manutenção.

Horta caseira e inteligente - capim-limão
Propriedades medicinais do capim-limão

Rico em citral, limoneno e geraniol, compostos bioativos com ação antioxidante, que combatem o excesso de radicais livres e ajudam a prevenir situações, como câncer, gastrite e pressão alta. O capim-limão possui altas quantidades de mirceno, um composto bioativo com propriedade analgésica, ajudando a aliviar dores leves, como cólica, dor muscular e dor de cabeça.

Uso do Capim-limão na culinária

Na cozinha do sudeste asiático, os talos do capim-limão são largamente utilizados para aromatizar desde sopas e caldos até receitas de carnes, aves e peixes. Aqui no Brasil, a parte do capim-limão mais usada é a folha, elas entram na composição de caipirinhas e outros drinks, misturadas com frutas como limão e abacaxi. As folhas ainda podem aparecer em algumas receitas doces, como brigadeiro, sorvete, bolo e mousse.

Receitas com capim-limão
Como plantar e cuidar da capim-limão

É uma planta resistente, durável e se propaga facilmente. Pode ser plantada em vaso ou direto no solo. As regas devem ser moderadas, e ela resiste bem a falta de água. É para quem diz que não tem muita sorte com plantas, essa é a planta ideal. Precisa de pelo menos 4 horas de sol por dia.Para garantir o vigor da planta, faça uma poda radical a 7 cm na base da touceira a cada 6 meses. Costuma ser atacada por ferrugem, doença comum em plantações de cana-de-açúcar, que deixa as folhas com manchas amarelas e aspecto ressecado. Para tratá-la, remova as folhas danificadas e pulverize com o óleo de Neem diluído, de baixo para cima até a recuperação da planta.

Voltar…


CEBOLINHA-VERDE

A cebolinha-verde é uma planta originária da Ásia, mais especificamente da China. O caule (pseudocaule) é a parte mais apreciada na culinária. Pode ser consumida crua ou cozinha. Em algumas espécies, aparecem flores brancas na ponta do caule. 

cebolinha
Propriedades medicinais da cebolinha-verde

A cebolinha possui vitamina A que é importante ao nosso organismo por atuar como antioxidante, fortalece o sistema imunológico, melhora a visão e ajuda no crescimento do cabelo. Outra vitamina importante presente na cebolinha é a vitamina C que ajuda na prevenção de muitas doenças e retarda o envelhecimento. Além das vitaminas, na cebolinha ainda é possível encontrar minerais como cálcio e fósforo e, também, a niacina, que estimula o apetite e deixa a pele mais saudável.

Uso da cebolinha-verde na culinária

A cebolinha-verde deve ser usada fresca, sempre adicionada no final do preparo, para que todo seu sabor seja preservado. Ela não aguenta altas temperaturas. Desligue o fogo, acrescente a cebolinha e tampe a panela.  Combina com saladas, refogados, carnes, aves, patês, sopas, risotos e outras diversas receitas A cebolinha-verde deve ser usada fresca para você possa tirar proveito do seu aroma e sabor, mas, se não for usar todo o maço, é possível picar e congelar. Lave e seque bem antes de congelar.

Dica: Experimente refogar no azeite um punhado de cebolinha-verde e, assim que perceber que elas estão murchando, coloque ½ colher de sopa de vinagre, deixe evaporar e despeje sobre o feijão pronto e misture. Desligue e sirva em seguida.

Receitas com cebolinha-verde
Como plantar e cuidar da cebolinha-verde

Propaga-se vegetativamente, formando moitas com o passar do tempo. Para plantar, basta separar essas moitas, ou touceiras, cortar um pouco da raiz e do caule. Pode-se usar a semente para fazer novas mudas.  Solo bem drenado, fértil e rico em matéria orgânica Necessita de regas constantes. No verão, todos os dias, e, no inverno, quando a terra estiver seca. Sol por pelo menos 6 horas por dia. A maioria das espécies de cebolinha-verde crescem melhor em temperaturas de 13°C a 24°C, mas há algumas que podem suportar baixas temperaturas, e outras podem crescer bem em altas temperaturas.

Voltar…


COUVE

A couve é originária da Europa, mais especificamente da região da Jônia, na Grécia. Usada como alimento pelos gregos, que descobriram seus poderes medicinais, ela se espalhou pelo mundo pelas mãos dos romanos na época greco-romana. Há diversas variedades disponíveis para o seu consumo e a mais popular, no Brasil, é a couve-manteiga. Possui folhas lisas ou pouco onduladas e longas e a tonalidade pode variar de verde-clara à escura.

Propriedades medicinais da couve

A couve contém poucas calorias e é recomendada para quem quer controlar o peso. Em 100 g do alimento cru, há cerca de 27 calorias e 3 g de fibras. Também ajuda a regular o intestino, tem alto teor de clorofila e outros agentes antioxidantes, fortalece o sistema imunológico e aliado a alguma fonte de vitamina C, como o limão, ajuda a prevenir e combater a anemia.

A couve na culinária

A couve destaca-se acompanhando a feijoada ou no suco verde. Ela também pode ser incluída em diversas receitas, como farofas, saladas ou refogada com alho e cebola.

Receitas com couve
Como plantar e cuidar da couve

Embora seja uma planta de clima frio, a couve é resistente a temperaturas acima dos 25ºC. Deve ser plantada em local com incidência direta dos raios solares, porém com sombreamento parcial nas horas mais quentes do dia. Isso porque o calor excessivo reduz o crescimento da verdura e prejudica o sabor e a aparência das folhas.
O solo deve estar sempre úmido, mas não encharcado. O ideal é regar todos os dias, de acordo com a quantidade de água na terra.
A colheita da couve se inicia de dois a três meses após o transplante das mudas, podendo suas folhas mais desenvolvidas serem retiradas a cada 7 dias.

Voltar…


COUVE-FLOR

A couve-flor destaca-se pela aparência peculiar – o seu formato lembra um brócolis branco ou amarelado. É originária da Ásia Menor, foi levada para a Europa no início do século XVI. Hoje o cultivo da couve-flor é fácil, pois ela se adapta bem em qualquer tipo de solo.

Propriedades medicinais da couve-flor

Por ser pouco calórica e conter bastantes fibras, contribui com a saciedade e o controle do peso. A couve-flor contém antioxidantes e é fonte de potássio, fósforo, cálcio, manganês, vitaminas do complexo B, além de K e C. Também tem flavonoides e sulforafano, substâncias que ajudam a prevenir doenças. Possui um grande número de nutrientes anti-inflamatórios. A couve-flor é uma boa fonte de colina, uma vitamina, muito importante e versátil, conhecida pelo seu papel no desenvolvimento do cérebro. Possui substâncias que ajudam o físico a excretar as toxinas.

A couve-flor na culinária

Seu sabor é suave e combina com uma grande variedade de receitas. A couve-flor pode ser consumida cozida, por exemplo, em saladas, tortas, sopas e molhos, além de pratos fritos e assados.

Receitas com couve-flor
Como plantar e cuidar da couve-flor

A couve-flor desenvolve-se bem em solo pesado, argiloso e bem drenado. É uma planta de lugares mais frios e não suporta a incidência prolongada de raios solares sobre as suas folhas e suas flores. Basta deixá-la em um terreno ou recipiente à meia-sombra. Apesar de ser uma planta de clima mais frio, a couve-flor não necessita de uma quantidade de água constante. A couve-flor pode ser regada semanalmente.

Voltar…


FUNCHO

O funcho é nativo da bacia do mediterrâneo, uma herbácea fortemente aromática comestível, utilizada na culinária, em perfumaria e como aromatizante na fabricação de bebidas e plantas medicinais. O funcho possui flores amarelas e folhas rendadas, diferentemente da popular erva-doce que apresenta flores brancas. Ambas são muito confundidas por terem um sabor que lembra o anis.

funcho ou dill
Propriedades medicinais do funcho

O funcho tem ações expectorantes e também auxilia no relaxamento da pele, tecidos e músculos em geral. O consumo da planta medicinal é muito indicado para pessoas que sofrem com flatulências e dores abdominais constantes. Um ótimo chá para o bebê (consulte o pediatra antes de dar o chá).

O uso do funcho na culinária 

Talos e folhas do funcho podem ser usados para tempero, e as sementes, para fazer chá. Seu boldo pode ser usado em salada e grelhada. Suas folhas acompanham muito bem uma saldada de batata ou mesmo uma maionese. Ele realça o sabor em pratos com frutos do mar.

Receitas com o funcho

Polaca do Alasca

Como cuidar e plantar o funcho

O funcho adapta-se bem a diversos tipos de clima, tendo, no entanto, preferência por regiões com clima temperado e sem invernos muito rigorosos. O funcho precisa de, no mínimo, 6 horas diárias de luz solar direta para garantir o seu pleno desenvolvimento. O solo deve ser bem drenado, leve e rico em matéria orgânica. A rega é um dos principais cuidados. Embora sejam necessárias regas frequentes de forma a manter o solo húmido, deve-se ter cuidado com o excesso de humidade.

Voltar…


HORTELÃ

A hortelã é uma das plantas mais usadas no mundo. Chegou ao Brasil trazida pelos colonizadores europeus. Aqui foi disseminada com o cultivo comercial dos imigrantes japoneses. 

hortelã
Propriedades medicinais da hortelã

O chá da hortelã ajuda na digestão, na diminuição da acidez estomacal e na formação de gases. Ela também acelera a cicatrização e possui ação expectorante e calmante. Além disso, é antioxidante e suas propriedades provêm do mentol, fito nutriente presente em suas folhas e caules.

Uso da hortelã na culinária

Pode ser usada para várias finalidades na culinária, principalmente na composição do pratos de origem árabe, nos sucos, para refrescar saladas e até saborizar a água.

Receitas com hortelã
Como plantar e cuidar da hortelã

Em locais ensolarados ou com sombra parcial e longe de ventos. Gosta de muita água, rega constante e adubação mensal. A hortelã não pode ser plantada junto a outras ervas, ela se esparrama e toma conta do local, matando as outras plantas.

Voltar…


LAVANDA

Lavanda é um pequeno arbusto, com flores lilases e roxas. Ela é conhecida pelo seu perfume e, também, pode ser usada como tempero e chás terapêuticos. Típica da região que vai do sul da Europa ao norte da África, da Arábia e das Ilhas Canárias. A lavanda e a alfazema são plantas semelhantes e com usos parecidos, por isso, muitas vezes, são tratadas como sinônimo. Elas pertencem ao mesmo gênero de planta, mas de espécies e subespécies diferentes.

lavanda
Propriedades medicinais da lavanda

A lavanda possui diversos efeitos terapêuticos e medicinais, sendo amplamente utilizada como um calmante natural. O seu chá é poderoso para tratar de disfunções digestivas, o óleo essencial de lavanda é utilizado para aliviar dores musculares, de cabeça e, também, contra ansiedade e tensão, e o banho de lavanda ajuda também no relaxamento e no combate à insônia.

Alguns usos da lavanda
O uso da lavanda na culinária 

A indústria gastronômica usa o termo alfazema ou alfazema azul para designar as flores da espécie Lavandula angustifolia, que é mais a comestível e palatável. Pode ser usada em pães, biscoitos, doces e até cervejas.

Como cuidar e plantar a lavanda

A lavanda é de fácil cultivo, desde que você ofereça pelo menos 6 horas de sol direto por dia. Gosta de solo bem drenado, calcário, levemente seco e pobre para que possa florescer. Só molhe quando perceber que o solo está seco. A lavanda prefere clima frio, o que a torna resistente até a geadas ocasionais.

Voltar…


MALVA-CHEIROSA

A malva cheirosa é um arbusto e distribui-se geograficamente pelas regiões tropicais, subtropicais e temperadas de África. Ela se adaptou muito bem ao clima do Brasil. Ela difere da malva rosa por ter as folhas mais grossas e maiores.

malva cheirosa
Propriedades medicinais da malva cheirosa

A malva é uma planta medicinal com efeitos terapêuticos utilizada como remédio natural para inflamações do aparelho digestivo, infecções respiratórias, tosse, asma, bronquite e inflamação de mucosas em geral, sendo muito útil para o tratamento da diarreia e da angina. Possui propriedade repelente de inseto, pode ser usada em saches para espantar traças e refrescar o cheiro do guarda-roupa. Ela é poderosa para dor de garganta, desconheço erva mais eficiente.

Modo de fazer o chá: Colha e lave as folhas, coloque em um recipiente e jogue água bem quente por cima. Tampe e aguarde 5 minutos antes de começar a tomar. Tome um gole do chá a cada meia-hora, não tem problema se ele estiver frio. É mais eficaz essa constância do que tomar todo o chá de uma só vez.

Como cuidar e plantar a malva cheirosa

Ela é daquelas plantas perfeitas para quem diz que não tem sorte com plantas. Dura anos em um vaso ou no solo e não precisa de muitas regas, apenas quando perceber que o solo está seco. Adube a cada 4 meses com substrato orgânico, que ela crescerá melhor. 

Voltar…


MANJERICÃO

O manjericão é uma erva pertencente à família da hortelã, Lamiaceae. Apesar de ser asiático, tornou-se um ícone da culinária mediterrânea e veio para o Brasil com a imigração italiana.

Horta caseira e inteligente - manjericão
Propriedades medicinais do manjericão

O chá de manjericão também é conhecido como anti-inflamatório, antisséptico, antimicrobiano e antiespasmódico. Suas propriedades ajudam a reduzir as cólicas, as úlceras estomacais e os incômodos causados pela má digestão, assim como são eficientes para tratar aftas, dor de garganta e amigdalite.

O uso do manjericão na culinária 

Pode ser utilizado seco, porque é rico em óleos essenciais, mas suas virtudes são ressaltadas quando fresco. Como é sensível ao calor, deve ser juntado no fim da preparação da receita. Muito apreciado na comida italiana, seu sabor levemente picante é uma delícia em molhos principalmente para massas. Combina bem com o tomate, a cebola, o orégano, o alho e o azeite. 

Receitas com manjericão
Como cuidar e plantar o manjericão

O manjericão é uma planta fácil de cuidar, precisa basicamente de água e 4 horas de sol por dia. Para fazer mudas, coloque alguns galhos do manjericão em um recipiente com água, que deve ser trocada a cada dois dias. Em algumas semanas, quando as raízes começarem a crescer, transfira para um vaso com terra ou plante direto no solo. A terra precisar estar adubada e sempre úmida nas 2 primeiras semanas. Para que a planta fique sempre vistosa, retire as flores ou os brotinhos das pontas.

Voltar…


MORANGO

O morango é uma fruta rasteira e originária da Europa. É carnosa e suculenta de coloração vermelha com sabor agridoce que chama muito atenção, porém é um fruto muito delicado.

Horta caseira e inteligente - morango
Propriedades medicinais do morango

É uma fruta pouco calórica, apresentando cerca de 32 kcal por 100 gramas de morango. O morango é uma importante fonte de vitamina C, vitamina A, betacaroteno, folatos e fibras solúveis. Protege o organismo contra doenças inflamatórias, como a artrite reumatoide. Os bioflavonóides, como a antocianina e o ácido elágico, são substâncias que podem ajudar a evitar alguns tipos de câncer, principalmente do trato digestivo.

O morango na culinária

O morango é uma das frutas preferidas dos brasileiros e, além de poder ser consumido puro, é um ótimo ingrediente para ser usado no preparo de sobremesas variadas, geleias, bebidas e também cai muito bem em pratos salgados, como em saladas.

Receitas com morango
Como plantar e cuidar do morango

Por seu cultivo ser rasteiro, é necessária uma boa limpeza antes do consumo. Seu cultivo acontece em locais com solos areno-argilosos, com pouca umidade, bem iluminados e ricos em matéria orgânica. Apesar de ser uma cultura bem peculiar e delicada, é facilmente possível dentro de casa em vasos, mas que receba pelo menos 4 horas de sol diariamente.

Voltar…


ORÉGANO

O orégano é uma planta perene e aromática, muito utilizada na cozinha mediterrânea. São utilizadas as suas folhas, frescas ou secas, para dar sabor e aroma aos pratos. O orégano seco é um tempero indispensável à pizza. 

Horta caseira e inteligente - orégano
Propriedades medicinais do orégano

O orégano é rico em antioxidantes, compostos que ajudam a combater os danos causados ​​pelos radicais livres nocivos no organismo. Ajuda a combater bactérias e até reduzir a inflamação. Apenas uma colher de chá de orégano seco pode suprir cerca de 8% das necessidades diárias de vitamina K.

O uso do orégano na culinária 

O orégano é muito utilizado para temperar pizzas, massas, saladas, peixes, carnes e molhos, já que confere um toque levemente apimentado e aromático às refeições. Prefira o orégano seco ao natural, porque é muito mais aromático. Entretanto, em pratos como ensopados com frutos do mar, o in natura é sempre o melhor, mas caso não possua, pode usar o seco que também fica muito bom.

Receitas com orégano
Como cuidar e plantar o orégano

É uma planta perene que atinge de 20 cm a 80 cm. O solo para cultivo do orégano deve ser bem drenado e de preferência fértil. Contudo, vale lembrar que o orégano pode crescer também em solos pobres. O solo deve ser mantido levemente úmido, por isso irrigue com frequência. Quando as plantas estiverem bem desenvolvidas, não há problema se o solo secar por um curto período entre o espaçamento de regas. Tanto a falta quanto o excesso de água prejudicam o desenvolvimento do orégano.

Voltar…


PIMENTÃO

O pimentão é um vegetal de sabor ligeiramente adocicado. Internamente ele é oco, possuindo sementes pequenas, brancas e achatadas. Pode ser encontrado em cinco cores: verde, amarelo, vermelho, roxo e laranja. A China é o maior produtor de pimentões da atualidade.

Horta caseira e inteligente - pimentão
Propriedades medicinais do pimentão

O pimentão vermelho contém a maior parte dos nutrientes do grupo, mas todos são excelentes opções para melhorar a saúde. É uma hortaliça com propriedades muito benéficas para a saúde, aumenta a imunidade, previne problemas de visão, equilibra o humor, promove a perda de peso e ajuda a manter a pele jovem e fresca. Com relação ao índice calórico, possui apenas 20 calorias por 100 gramas.

O pimentão na culinária

É muito utilizado na culinária em saladas, carnes e molhos. A páprica é um condimento em pó, feito de pimentões secos e maduros.

Receitas com pimentão
Como plantar e cuidar do pimentão

O pimentão necessita de um solo fértil, leve, arejado, rico em matéria orgânica. O clima ideal para cultivar o pimentão é quente e úmido. O pimentão deve receber água sempre que possível, mas de forma que não encharque o solo, uma vez que o excesso de água no solo pode aumentar a proliferação de doenças e pragas e, também, causar o desprendimento das folhas. Em cerca de 4 meses, pode-se colher os primeiros frutos. O pé de pimentão dura apenas um ano.

Voltar…


RÚCULA

Originária do Mediterrâneo e da Ásia Ocidental, a rúcula é uma hortaliça verde-escura que tem sabor muito forte, picante e amargo.

Horta caseira e inteligente - rúcula
Propriedades medicinais da rúcula

A rúcula contém altos níveis de ácido fólico e antioxidantes, o que a torna uma forte aliada na luta contra os radicais livres. Ela também é rica em carotenoides e minerais como potássio, manganês, ferro e cálcio, elementos benéficos e necessários para uma dieta saudável. O consumo regular faz bem para os olhos, melhora o sistema imunológico e contribui com a saúde cardíaca.

A rúcula na culinária

Pode ser consumida em saladas e sanduiches e é ingrediente de diversas receitas como lasanhas, pizzas, bolinhos e tortas. É muito utilizada na culinária italiana.

Como plantar e cuidar da rúcula

Se você deseja ter rúcula em casa, o ideal é plantar em jardineiras com mais de 15 cm de largura e 20 cm de altura. Deixe também uma distância de 2 cm entre elas. A rúcula se desenvolve melhor entre o outono e a primavera. O sol da manhã é o mais indicado, e o solo deve estar sempre úmido, mas nunca encharcado.

Voltar…


SALSINHA

Pertencente à família Apiácea, a mesma do coentro, é muito comum na culinária brasileira. A salsa, conhecida popularmente como salsinha, é um temperinho utilizado tanto no carreteiro do Sul como na moqueca do Nordeste.

Horta caseira e inteligente - salsinha ou salsa
Propriedades medicinais da salsinha

Devido aos seus nutrientes, a salsa possui diversas propriedades capazes de prevenir doenças, como o câncer, anemia, problemas renais e ajuda no emagrecimento É uma planta rica em vitaminas A, B, C, E, K e ácido fólico, além de minerais que são muito importantes para a saúde, como o ferro, cobre e magnésio.

O uso da salsinha na culinária

A salsinha é um tempero muito usado para vários tipos de pratos. Em pratos quentes use a salsinha para finalizar, pois ela perde seu sabor e aroma ao ser cozida em altas temperaturas. Combina bem com saladas, maionese, patês e até numa salada de tomate ela combina muito bem. Ela potencializa o sabor de ensopados de frutos do mar, como a moqueca. Substitui bem o coentro para quem não gosta dessa erva.

Receitas com salsinha
Como cuidar e plantar a salsinha

A salsinha cresce em várias condições de solo, mas cresce melhor em solo fértil. Pode ser cultivada em uma variedade de climas, embora cresça melhor em regiões de clima ameno. Altas temperaturas podem induzir a planta a florescer precocemente.
A salsinha pode ser cultivada em vasos, mas terá de ser em vaso grande para não limitar o crescimento da planta, pois ela pode atingir até 80 cm de altura, e a raiz pode ultrapassar a 50 cm de profundidade. Portanto, os vasos utilizados devem ser profundos, com pelo menos 30 cm de profundidade, para que a salsa possa se desenvolver bem. O solo para a salsinha deve ser mantido sempre úmido, mas nunca encharcado.
Colha as folhas mais externas inteiras, até o talo, e procure não retirar mais do que um terço das folhas, cada vez que for colher.

Voltar…


SÁLVIA

tempero sálvia

A sálvia, conhecida cientificamente como Salvia officinalis L., é uma planta aromática com diversas propriedades medicinais e culinárias. Ela tem folhas aveludadas e levemente acinzentadas, flores em tons de azul ou branco e se destaca por ser bem aromática. Por conta disso, inclusive, ela é muito utilizada pela indústria de cosméticos no preparo de óleos essenciais.

Propriedades medicinais da sálvia

Tradicionalmente, a sálvia tem sido utilizada para diversos fins, incluindo:

  • Melhorar a memória e a função cognitiva: Estudos indicam que a sálvia pode ajudar a melhorar a memória e reduzir o declínio cognitivo relacionado à idade. Isso se deve, em parte, aos seus efeitos antioxidantes e à sua capacidade de diminuir a inflamação no cérebro.
  • Aliviar a dor de garganta: A sálvia possui propriedades anti-inflamatórias e antimicrobianas que podem ajudar a aliviar a dor de garganta e outros problemas bucais. Gargarejos com chá de sálvia podem ser eficazes para esse fim.
  • Controlar o açúcar no sangue: Alguns estudos sugerem que a sálvia pode ajudar a controlar o açúcar no sangue em pessoas com diabetes. Isso se deve à sua capacidade de aumentar a sensibilidade à insulina.
  • Reduzir o colesterol: A sálvia também pode ajudar a reduzir o colesterol LDL (“mau”) e aumentar o colesterol HDL (“bom”).
  • Aliviar os sintomas da menopausa: A sálvia pode ajudar a aliviar alguns dos sintomas da menopausa, como ondas de calor, suores noturnos e alterações de humor.
  • Melhorar a saúde digestiva: A sálvia pode ajudar a melhorar a digestão e aliviar problemas como azia, inchaço e gases.
  • Fortalecer o sistema imunológico: A sálvia possui propriedades antioxidantes que podem ajudar a fortalecer o sistema imunológico e proteger contra infecções.
O uso da sálvia na culinária

A sálvia, além de suas propriedades medicinais, é um tempero versátil e saboroso que pode ser utilizado de diversas maneiras na culinária. Seu sabor único não é muito agradável ao paladar quando crua, porém quando cozida tem um levemente cítrico e com notas de pinhão, complementa diversos pratos, especialmente aves e legumes. Ela é excelente para usar em legumes assados.

Receitas com sálvia
Como cuidar e plantar a sálvia

A sálvia precisa de pelo menos 6 horas de sol direto por dia. Se você mora em um clima quente e seco, pode ser necessário fornecer sombra para a planta durante as horas mais quentes do dia.

  • Vaso: Escolha um vaso com pelo menos 20 cm de diâmetro e profundidade para que a planta tenha espaço para crescer. Certifique-se de que o vaso tenha furos no fundo para drenagem da água.
  • Solo: Utilize um solo bem drenado e fértil, rico em matéria orgânica. Você pode comprar um solo pronto para ervas aromáticas.
  • Regue regularmente: Mantenha o solo úmido, mas não encharcado. Regue a planta sempre que a superfície do solo estiver seca ao toque. Evite regar em excesso, pois isso pode apodrecer as raízes.
  • Adubar a planta: Durante a estação de crescimento (primavera e verão), fertilize a planta a cada duas semanas com um fertilizante líquido diluído na água da rega.
  • Poda: Pode a sálvia regularmente para manter sua forma e estimular o crescimento novo. Retire as folhas mortas ou danificadas e corte os galhos que estiverem muito longos ou crescendo fora de controle.

Voltar…


TOMILHO

O tomilho é um subarbusto aromático de sabor marcante. Originário do Mediterrâneo, ele cresce espontaneamente em encostas áridas e quentes.

Horta caseira e inteligente - tomilho
Propriedades medicinais do tomilho

O tomilho é rico em substâncias com ação anti-inflamatória, expectorante e antitussígena, que ajudam a eliminar o excesso de catarro das vias respiratórias e combater a tosse causada por resfriados, bronquite, asma e inflamação da faringe

O uso do tomilho na culinária 

A parte usada são suas pequenas folhas e os galhos devem ser descartados. Possui um intenso aroma similar ao orégano, porém, diferente deste, sou sabor perde a potência ao ser seco. O tomilho aguenta altas temperaturas, por isso pode ser cozido junto aos outros alimentos. Ele acrescenta sabor à marinada de carnes vermelhas para assados ou ensopados. Vai muito bem com batatas ou outros legumes assados. Em pouca quantidade, ajuda a melhorar e dar mais sabor à sopa de legumes.

Receitas com o tomilho
Como cuidar e plantar o tomilho

Plante em vasos ou direto no solo. Gosta de um solo mais seco, calcário e um pouco infértil. O excesso de adubo faz suas folhas e ramos ficarem moles e sem aroma, ele precisa de menos adubo que as demais ervas. Adube no máximo em 40 dias. O tomilho é bastante tolerante ao calor tropical. Para colher o tomilho, corte-os com uma tesoura e jamais arranque apenas as folhas, pois isso danifica a planta.

Voltar…

Caso queira mais alguns QR Codes de outras plantas que não estão nessa lista, deixe seu comentário abaixo. Os mais pedidos serão feitos posteriormente.

CUIDADO

Converse com seu médico antes de tomar remédios à base de plantas, mesmo que sejam caseiros. Até um chá pode ter efeitos indesejáveis dependendo da pessoa. Se você estiver grávida, suspenda o uso de fitoterápicos e discuta com seu médico o assunto durante a consulta de rotina.

Visite nosso Instagram: @coisasdaleia

Léia

Olá, eu sou a Léia, eu crio conteúdos caseiros, como receitas, decoração, diy, jardinagem, artesanato, organização e tudo que diz respeito ao universo do lar.

Deixe um comentário